Desacatos no 1.º de Maio

Aquilo que deveria ser uma jornada de festa e de luta contra a crise, o trabalho precário e o desemprego, ficou marcada por um episódio desagradável, com manifestantes afectos à CGTP e ao PCP a injuriarem e agredirem a delegação do PS, e principalmente o seu candidato independente (ex-comunista) às eleições europeias, Vital Moreira. Já o ano passado os mesmos manifestantes maltrataram o dirigente socialista e da UGT, João Proença. Quando a situação requer unidade e solidariedade como é patente no vídeo que divulgamos, é à "paulada" que certos sectores políticos ditos de esquerda, pensam unir a malta...